Logo-grupo-cimm

Categoria: Início de Conversa

Sobre a natureza das pessoas!

Foto capturada da internet para simples ilustração

Em seu ensaio sobre a ira, Sêneca diz que, em geral, somos otimistas. Partimos sempre do pressuposto que as pessoas ao nosso redor possuem o mesmo nível de educação, de entendimento dos fenômenos da vida e de autoconsciência que temos. Provavelmente, por conta disso, nos frustramos com tanta frequência, pois esperamos que todos ao nosso redor, reajam e se comportem de modo alinhado ao que nos parece mais sensato. Contudo, muitas vezes isso não ocorre.

Ler post completo

Seja ainda melhor em 2015!

Foto Meramente Ilustrativa

Se sou mais ou menos do que poderia ser, não sei! Todavia, sou resultado de uma competência própria. Ainda que eu possa sair por aí distribuindo culpas ou reverenciando alguma fada madrinha, resultei nisso! Talvez pudesse ser muito mais, se tivesse feito escolhas diferentes no passado! Mas, quem disse que eu queria ser mais do que sou ou por que deveria ser? Quem sabe, até, não extrapolei o que se poderia esperar de alguém com minhas limitações? Nesse caso, se extrapolei, posso ter ganho em realizações o que, talvez, tenha perdido em desfrute de vida? Tudo tem um custo!

Ler post completo

A você pessoa que eu estimo!

Pão e Vinho 2

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Que privilégio é o meu de estar aqui, neste exato momento, pensando no que te escrever, de original, de verdadeiro, de tocante e de inspirador. Pois se estou, é porque vivo! E se tu o lês, é porque vives também! Talvez isso, por si só, já nos fosse o bastante para sermos felizes. Todavia, nessa época do ano, os sentimentos se afloram e é natural que esperemos por algo mais mágico, como encontros, abraços, partilhas, presentes, lembranças e sensibilidades! Natural também é, para uma grande maioria, fechar-se em torno do clã familiar a que pertence, para o fortalecimento dos laços de cultura, de parentesco, de amizade e de fraternidade, a fim de celebrar farturas e declarar amores. Há, contudo, outros que, por sua vez, preferem

Ler post completo

Meu nome é esperança e o teu?

EsperançaUm nome um tanto incomum nos dias de hoje. Eu bem sei! Porém, como ainda vivo, pode-se dizer que ainda resta uma entre tantas outras beldades que povoam este mundo de Deus. Sim! Ora, se tenho preocupações! Nem posso me demorar muito, pois o tempo urge; como dizia vovó. Que Deus a tenha! Para minha tristeza teve um mau súbito e caiu sem vida ao lado do gamelão, enquanto batia o melado de cana para chegar a rapadura ao ponto.

Papai está de cama. Deu-lhe um mau jeito na coluna e precisei vir buscar essa lenha para o fogão. Ontem matamos um porco gordo e precisamos da banha para conservar a carne do pobre Polentão. Isso! O porco, ele era o Polentão! Há muita carne para fritar e banha para derreter. Despejamos a gordura quente em uma lata vazia de 20 litros com os pedaços de carne frita juntos. A gordura se solidifica e conserva a carne por um bom tempo.  Por aqui nos falta a energia elétrica e não temos geladeira. Sabe? Ufa! Meu fardo pesa um pouco, mas acho que aqui tenho lenha suficiente para hoje.

Tenho um irmão maior, mas ele está colhendo o café do nosso patrão. Não se pode atrasar muito, pois os grãos já estão todos bem vermelhinhos e quando amadurecem de mais, passam do ponto e depois não dão a medida que os atravessadores exigem na compra do produto e, com isso, perdem valor na venda. Também não sei explicar muito bem, mas são coisas da roça; sabe?

Ler post completo

Melhor que a primavera é deleitar-se dela!

Primavera

Mais do que percebe-la, celebrá-la em versos e prosas, deixar que evapore em aromas a impregnar a brisa e suavizar as almas. Permitir que transborde em encantadores matizes que inundam a vista e fertilizam o espírito dos poetas! É perceber sua missão de musa inspiradora dos canoros cânticos silvestres. Essa que é fonte de alegria para insetos e colibris. Eleva-se aquele que a percebe como um santo presente que escorre suave desde os dedos do Senhor. Um prenuncio da graça que há de fartar as mesas dos bem aventurados. Oxalá possam os homens aplaudir a esse espetáculo gratuito que lhes vem como bênçãos de vida e de esperança. Uma obra prima que resplandece em vida sob os halos solares da fecundidade. Quem é essa que poderia ser mais bela entre as delicadezas? Busco no mais profundo de mim e não encontro par que pudesse suprir melhor o encanto que emprestas aos apaixonados. Em cada pétala, em cada flor, um elétron, um átomo de amor. Em tua presença, curvo-me em respeito ao maior de todos os artistas, cuja majestade se evidencia em cada uma de suas reedições! Salve a primavera!

 

Ler post completo

Antes que teu café esfrie!

 

 

Café na xícara

A vida tem mais sabor quando degustada na hora certa. Se provada antes do tempo adequado perderá o encanto e exporá a imaturidade de quem não aprendeu a conter-se frente aos impulsos da fome, dos instintos ou da ansiedade. Se provada depois do melhor momento evidenciará falta de respeito e desprestígio, por tudo aquilo que tenha sido preparado com apreço a alguém que, podendo chegar em tempo, optou por justificar o atraso. 

Que a ambição de se obter o máximo investindo o mínimo conduz tantos à loucura da hiperatividade é um fato. Acelera-se tudo e todos a fim de que múltiplos e simultâneos desafios sejam vencidos de uma só vez e a um mínimo custo. Deste modo, mais desafios poderão ser sobrepostos, contínua e incessantemente, gerando

Ler post completo

Pelo privilégio da tua companhia!

A ti que me deu a honra de poder chamar de amigo, que se compraz em dizer que me conhece, a você extrovertido ou calado, entusiasta, realista, cético, cauteloso ou indiferente, a ti para quem sou apenas um contato remoto, ou presença constante, a ti, que já me esqueceu, a você que sempre pensa em mim, a ti tão comum ou tão singular, a você, homem ou mulher, a ti, maduro ou jovem, todo o meu respeito e admiração. O mundo não teria a mesma graça sem a tua presença e não haveria tanto a se aprender, nem a se amar. Em cada pessoa um sentido e uma esperança, que, tomara, possam, em seu somatório, compor algo que eleve os ânimos para uma convivência progressivamente mais amorosa e fraternal. Como pessoa de fé, desejo que o bálsamo Divino te seja unguento, para que teu cálice transborde em bênçãos. Que o hálito perfumado do Senhor serene sobre tua cabeça e que Seu sopro santo te refrigere a alma. Que o Natal te traga momentos ímpares de fraternidade e comunhão e o Ano Novo as soluções para uma vida equilibrada e muito feliz! Um abraço afetuoso e sincero a você que se deu o trabalho de estar a meu lado ao longo deste ano.

Marcondes                         23 de Dezembro de 2012

Ler post completo

Cuide-se bem, você merece!

Investir em um lançador de mísseis teleguiados, com rastreamento infravermelho e detector automático de fontes de calor, para matar pardais, sem dúvida, é um exagero, contudo, sabendo disso, nenhum dragão, em sã consciência, ousaria sentar no telhado da tua casa! Pense melhor para investir, porém, quando o fizer, faça-o na altura do seu merecimento. Não se contente com algo que não faça o seu coração vibrar de contentamento. E sabe! Talvez você não tenha se convencido disso ainda, mas você, merece o melhor! Talvez o melhor não seja o mais caro, mas talvez seja. Talvez o melhor não seja material, mas talvez seja! Como saber? Siga a linha tênue que separa o justo merecimento da ostentação, o amor próprio da vaidade. Não se humilhe e nem se vanglorie. Simples assim!

Ler post completo

Não fuja de si mesmo!

Do que vivemos nós? De fatos ou de ilusões? Daquilo que é  ou daquilo que imaginamos ser? O que, verdadeiramente, nos atrai? O fato ou o devaneio? O que mais nos afeta? A realidade ou a imaginação? Com o que mais nos importamos? Com o que pensamos ou com o que os outros poderão pensar? E o que pensamos que os outros vão pensar, seria mesmo o que pensariam? Do todo que pensamos, quanto corresponde ao absoluto e quanto ao volátil? Decidimos sobre certezas ou sobre suposições? E o belo? É belo porque é mesmo belo ou porque casa com os meus desejos? “Penso, logo existo” ou Penso, logo sofro? Quando nos expressamos, somos o que somos ou aquilo que nos recomendam ser? Faço o que faço pelo que sinto ou pelo que quero que outros sintam? Se não respondo o que devo responder, por que faço isso? Por que critico os que fazem o que eu gostaria tanto de fazer? Talvez, não tenhamos respostas a todas essas perguntas. Porém, a coragem de respondê-las, pode nos levar a ser o que, em verdade, já somos!!!

Se voce leu e gostou, compartilhe!

Muito Obrigado!

Marcondes 2012/08/24

Ler post completo