Logo-grupo-cimm

Não fuja de si mesmo!

Do que vivemos nós? De fatos ou de ilusões? Daquilo que é  ou daquilo que imaginamos ser? O que, verdadeiramente, nos atrai? O fato ou o devaneio? O que mais nos afeta? A realidade ou a imaginação? Com o que mais nos importamos? Com o que pensamos ou com o que os outros poderão pensar? E o que pensamos que os outros vão pensar, seria mesmo o que pensariam? Do todo que pensamos, quanto corresponde ao absoluto e quanto ao volátil? Decidimos sobre certezas ou sobre suposições? E o belo? É belo porque é mesmo belo ou porque casa com os meus desejos? “Penso, logo existo” ou Penso, logo sofro? Quando nos expressamos, somos o que somos ou aquilo que nos recomendam ser? Faço o que faço pelo que sinto ou pelo que quero que outros sintam? Se não respondo o que devo responder, por que faço isso? Por que critico os que fazem o que eu gostaria tanto de fazer? Talvez, não tenhamos respostas a todas essas perguntas. Porém, a coragem de respondê-las, pode nos levar a ser o que, em verdade, já somos!!!

Se voce leu e gostou, compartilhe!

Muito Obrigado!

Marcondes 2012/08/24

Gostou? Então compartilhe