Logo-grupo-cimm

O verdadeiro sentido da venda!

1 A A Vendas

Vender é provavelmente uma atividade tão antiga quanto o próprio homem. Existem uma infinidade de razões para que transações comerciais ocorram e a cada dia surge mais uma. A dinâmica do mercado depende de que uma mesma mercadoria seja valorizada de modo distinto pelas partes interessadas no negócio. A força motriz de uma venda reside no fato de a parte interessada em comprar perceber mais valor em um determinado produto ou serviço do que o preço solicitado pela parte interessada em vende-los. As negociações de vendas chegam ao seu clímax quando… duas pessoas aceitam, ou rejeitam, os termos propostos na oferta. Se não houver um acordo, podem continuar negociando até que haja um balanceamento de valores aceitável por ambas as partes na determinada operação.

Há sempre uma margem a ser negociada entre o máximo preço que um determinado cliente estaria disposto a pagar e o mínimo preço pelo qual um certo vendedor aceitaria vender. Cabe então, ao comprador, encadear seus melhores argumentos a fim de convencer o fornecedor a receber um pouco menos, enquanto ao fornecedor cabe expor suas mais convincentes justificativas, para que o cliente pague um pouco mais. Simples assim. De modo geral quem argumenta melhor leva vantagem. Diante desse fato torna-se interessante saber quais as características dos argumentos mais convincentes, ou seja, que fatos poderiam tornar a outra parte mais propensa a ceder. Isso, com certeza, daria para escrever um artigo, contudo, meu objetivo hoje é questionar a cada um o seguinte: “Que motivos pessoais o norteia quando entra em uma negociação de venda?”

Não tenho a intenção de esgotar esse assunto, mas valendo-me do que tenho percebido ao longo da vida, listei alguns possíveis motivos na sequência:

A)  Minha empresa precisa de vendas para existir.
B)  Preciso vender para fazer jus ao meu salário.
C)  As comissões, os prêmios e o bônus de vendas melhoram minha qualidade de vida.
D)  Vendo para satisfazer o meu ego de ser um excelente vendedor.
E)  É o que eu sei fazer melhor.
F)  Não me dei bem em outras atividades, que gostaria de executar, acabei me encontrando em vendas.
G)  Tenho muita facilidade em fazer amizade e me relacionar com as pessoas e isso é fundamental em vendas.
H)  Conheço muito bem minha empresa, as linhas de produtos e respectivas aplicações por isso estou em vendas.
I)  Depois de anos na assistência técnica foi o caminho natural para minha evolução na carreira.
J)  Por conta da liberdade que tenho, trabalhando como vendedor.
K)  Os benefícios são interessantes em vendas.
L)  Montamos um negócio em 3 sócios e as vendas ficaram comigo.
M)  Porque ajudo a indústria nacional, levando soluções que tantas empresas necessitam e eu as tenho para oferecer.
N)  Minhas vendas geram empregos locais e contribuem para que o país não se torne apenas um centro de serviços.
O)  Contribuo para a modernização da indústria introduzindo produtos e serviços que meus clientes desconhecem.
P)  Tenho prazer em ver as vendas ocorrendo como desdobramento do sucesso que proporciono aos meus clientes.
Q)  Minha atuação faz meus cientes obterem o máximo de satisfação de meus produtos e serviços  e eles me retribuem comprando mais.
R)  Quanto mais vendo mais inibo a penetração de produtos importados que contribuem para o sucateamento da indústria nacional.
S)  Vendo muito porque não gostaria que o galpão da nossa empresa se tornasse mais um supermercado, shopping ou salão de igreja.
T)  Quero ser um agente de mudanças, levando novas soluções e alternativas, que sem mim não chegariam às industrias necessitadas.
U)  Por meio das vendas permito que muitos outros profissionais realizem seus sonhos, tanto na minha empresa, como na empresa do cliente.
V)  Como vendedor, sou a melhor ferramenta de marketing, o melhor comunicador e o melhor apoio à pequena e média empresa.

Como se vê, há distintos motivos que podem mover alguém em direção a mais ou menos vendas. O nível de realizações, o prazer em ser um grande realizador está muito calcado em como cada um se vê ou na importância que cada indivíduo dá a si próprio ou à sua respectiva profissão. Algo me leva a crer que as pessoas de espírito mais elevado devem, por força de suas crenças mais nobres, chegarem a resultados mais expressivos, além de deixarem um legado de inestimáveis préstimos por onde quer que exerçam a nobilíssima profissão de vender!

Marcondes         29 de Agosto de 2013           00:00

Gostou? Então compartilhe