Não se fazem craques como antes!

000000 Futebol na Roça

André Valim é meu aluno. Um outro dia compartilhou comigo a poesia de um recorte de jornal. Recorte já amarelado pelo tempo, mas que André guarda com carinho, pois o recebeu do próprio pai, pessoa íntegra e sensível. Gostei muito do texto e pedi que ele o me enviasse. Infelizmente, pelo recorte não se pode saber quem foi o autor. Tomei a liberdade de revisitar o texto para estendê-lo a vocês que acompanham o meu blog. Fico muito grato ao André e também ao pai dele. Que Deus os abençoe, assim como ao autor, onde quer que ele esteja, pela sensibilidade e pela riqueza do texto. O resultado segue abaixo:

 Antigamente em volta dos campinhos de futebol de várzea desse país, existiam

Ler post completo

Dê mais sentido à sua vida!

00A café da manhãCompreendo perfeitamente que prazos devam ser cumpridos. Aceito que, em certas fases da vida, as prioridades profissionais se sobreponham aos prazeres do viver intenso, sacrificando brindes, sorrisos, aventuras e paixões. Entendo que a produtividade sob um regime de mínimo custo é algo imprescindível para qualquer empresa que aspire um lugar ao sol, nessa restrita e poluída praia, chamada mercado. Pois esses mesmos pré-requisitos são, de igual maneira, vitais para qualquer cidadão médio, que sonha com um carro novo na garagem de sua casa própria, onde se possa instalar o devido conforto para abrigar seus amores e valores.

Justamente por isso, é fundamental, a todo indivíduo,

Ler post completo

Tuas crenças afetam a tua visão!

01ab ROSTO

Imagem Meramente Ilustrativa

Felicidade e infortúnio não existem por si mesmos. O que dá vida a esses distintos estados emocionais é a interpretação que cada indivíduo faz de um determinado fato. Assim, uma ocorrência que pode levar tremenda tristeza e apreensão a um, pode ao mesmo tempo, causar irrefreável êxtase ou apatia a outro. Porém, o fato por si mesmo, não tem qualquer pretensão de promover tristeza ou alegria a quem quer que seja. Fatos são fatos! ‘Não pensam. Logo, não existem!’. Quem dá vida ao fato e o converte em algo bom ou ruim é a maneira como as pessoas se posicionam diante dele. Por esse motivo, quem confere ânimo ou desalento a uma pessoa, em face de um determinado fato, não é o fato em si, mas a

Ler post completo

Nada ocorre por acaso!

BagaceiraEmbora todas as coisas possam ter um sentido, bem poucos se interessam pelo sentido que as coisas possam ter. De modo geral, as pessoas estão, quase sempre, muito ocupadas para prestarem atenção em qualquer outra coisa que lhes fuja, completamente, ao vínculo pessoal. Suas interações com o mundo são como bumerangues. Todo o esforço empreendido em pensamentos, poses e palavras, carrega em si a expectativa ou, ao mínimo a esperança, de um retorno positivo, em direção a si mesmas, em termos de benefícios que lhes aumentem a autoestima e a autoconfiança.

O homem é o centro e atrai para si

Ler post completo

Qual será o teu legado?

Há homens que reclamam da vida e desanimam algumas pessoas ao seu redor!

Há homens que reclamam da sorte e atemorizam todo um setor!

Há homens que culpam a concorrência desleal e desestimulam um departamento!

Há homens que culpam os gestores medíocres e desmotivam toda uma empresa!

Há homens que criticam a falta de recursos e revoltam todo um grupo organizacional!

Há homens que criticam a retração da economia e desesperam uma associação de empresas!

Há homens que reclamam do salário e

Ler post completo

Evolua no seu modo de apreciar a vida!

000111222 aaa Liberdade

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Não aprisione pássaros, plante jardins no entorno da tua casa e teu cálice transbordará de encantos, cores e perfumes! Aprisionar é um ato extremamente egoísta. É valer-se de uma superioridade animal de força e inteligência, para subjugar seres indefesos. Tudo por conta da sede de possessão que envaidece o homem, tido, por ironia, como Sapiens! É tolher um ser inferior (se é que assim o é!) da natural liberdade, que a ele foi concebida pelo mesmo Criador que te pôs no mundo, sem que a este pequeno ser, seja concedido qualquer julgamento ou direito de defesa! É subtrair uma beleza natural que a todos pertence, para torná-lo cativo e escravo da vaidade de alguém menor, que ainda não aprendeu a contemplar o belo sob a insígnia da justiça e a distinção da nobreza! Quem é esse que tem o direito de tomar para si a natureza que a todos pertence? Antes disso,

Ler post completo

Seja ainda melhor em 2015!

Foto Meramente Ilustrativa

Se sou mais ou menos do que poderia ser, não sei! Todavia, sou resultado de uma competência própria. Ainda que eu possa sair por aí distribuindo culpas ou reverenciando alguma fada madrinha, resultei nisso! Talvez pudesse ser muito mais, se tivesse feito escolhas diferentes no passado! Mas, quem disse que eu queria ser mais do que sou ou por que deveria ser? Quem sabe, até, não extrapolei o que se poderia esperar de alguém com minhas limitações? Nesse caso, se extrapolei, posso ter ganho em realizações o que, talvez, tenha perdido em desfrute de vida? Tudo tem um custo!

Ler post completo

A você pessoa que eu estimo!

Pão e Vinho 2

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Que privilégio é o meu de estar aqui, neste exato momento, pensando no que te escrever, de original, de verdadeiro, de tocante e de inspirador. Pois se estou, é porque vivo! E se tu o lês, é porque vives também! Talvez isso, por si só, já nos fosse o bastante para sermos felizes. Todavia, nessa época do ano, os sentimentos se afloram e é natural que esperemos por algo mais mágico, como encontros, abraços, partilhas, presentes, lembranças e sensibilidades! Natural também é, para uma grande maioria, fechar-se em torno do clã familiar a que pertence, para o fortalecimento dos laços de cultura, de parentesco, de amizade e de fraternidade, a fim de celebrar farturas e declarar amores. Há, contudo, outros que, por sua vez, preferem

Ler post completo

Meu nome é esperança e o teu?

EsperançaUm nome um tanto incomum nos dias de hoje. Eu bem sei! Porém, como ainda vivo, pode-se dizer que ainda resta uma entre tantas outras beldades que povoam este mundo de Deus. Sim! Ora, se tenho preocupações! Nem posso me demorar muito, pois o tempo urge; como dizia vovó. Que Deus a tenha! Para minha tristeza teve um mau súbito e caiu sem vida ao lado do gamelão, enquanto batia o melado de cana para chegar a rapadura ao ponto.

Papai está de cama. Deu-lhe um mau jeito na coluna e precisei vir buscar essa lenha para o fogão. Ontem matamos um porco gordo e precisamos da banha para conservar a carne do pobre Polentão. Isso! O porco, ele era o Polentão! Há muita carne para fritar e banha para derreter. Despejamos a gordura quente em uma lata vazia de 20 litros com os pedaços de carne frita juntos. A gordura se solidifica e conserva a carne por um bom tempo.  Por aqui nos falta a energia elétrica e não temos geladeira. Sabe? Ufa! Meu fardo pesa um pouco, mas acho que aqui tenho lenha suficiente para hoje.

Tenho um irmão maior, mas ele está colhendo o café do nosso patrão. Não se pode atrasar muito, pois os grãos já estão todos bem vermelhinhos e quando amadurecem de mais, passam do ponto e depois não dão a medida que os atravessadores exigem na compra do produto e, com isso, perdem valor na venda. Também não sei explicar muito bem, mas são coisas da roça; sabe?

Ler post completo

O império das emoções!

Angels 2

IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

É muito comum o homem ser lembrado como um animal racional, passando a ideia, ao menos a mim, de que, por este motivo, deveria ser, então, um ser equilibrado, que tudo vê, tudo sente, tudo observa, tudo analisa, tudo pondera e, na sequência, faz escolhas, toma decisões e age com base e em coerência com o bom uso da racionalidade.

Segundo o que pressuponho, deveria, pois, privilegiar o pleno equilíbrio, a justa medida, a ética, a moral, o respeito a si e ao próximo, os direitos e deveres de cada um e o bem estar da coletividade. Como animal “racional” provavelmente saberia que deve, sim, buscar sempre o melhor para si e para os seus, desde que, esse melhor não deteriore a estabilidade dos relacionamentos sociais do universo em que vive. Evitando, assim, tomar para si, aquilo que o justo mérito não lhe proporcione.

Agindo com base na razão, assumiria os louros de suas conquistas com naturalidade e sem qualquer ostentação, para com isso, evitar

Ler post completo