Logo-grupo-cimm

Desafios existem para torná-lo mais belo!

A cada dia que passa, multiplicam-se os desafios. Ao invés de exceção, tornaram-se cotidianos. Tema-os e te consumirão. Afasta-te para recuperar a calma e ao regressar, lá estarão todos eles a tua espera. Conforma-te e te tornarás alimento deles; o devorarão aos poucos. Usa a tua força e serás vencido, pois juntos eles são mais fortes do que tu. Usa da tua habilidade e vencerás alguns. Usa da tua coragem e afastarás outros, porém, só por algum tempo, até que se reorganizem. Combina tua força com tua inteligência e causarás alarde entre os homens, mas só entre os homens, pois ainda restarão muitos. Usa da tua fé e eles nada poderão contra ti! Contudo, não te vanglories, pois tua vaidade os alimenta. Apenas crê que és superior por graça e só por isso podes vencê-los. O que trazes nas mãos é pouco. O que carregas na algibeira corrompe. O que trazes nos olhos encanta. O que trazes no coração arrebata. Só é senhor quem se faz senhor vencendo os próprios terrores. A morte não é a pior coisa da vida é apenas a última e ninguém mais tem poder sobre o sopro que te habita a não ser aquele que paira sobre tua cabeça e tem a conta dos teus fios de cabelo! Por isso não tema, não baixe tua fronte. Seja lá o que for que tiveres que fazer faça por amor e nunca te arrependerás. Usa sim, de todos os teus bons recursos, contudo, unja-os na força da tua fé. Ainda que zombem de ti, persista e um dia ouvirá teu nome ser pronunciado com honra e teu sobrenome será escrito nas estrelas!

Marcondes,                                  26 de Novembro de 2012

Gostou? Então compartilhe

10 comments on “Desafios existem para torná-lo mais belo!”

  1. Marcelo Responder

    Entendo o que escreve Marcondes. Mas penso também naqueles que não conseguem ter esta reação, por inúmeros motivos e situações. O que será deles? A vida e os desafios os oprimirão, até que não consigam mais se contrairem e esquivarem, ou ela pasará por cima como uma avalanche?

    • Francisco Marcondes Responder

      Estimado Marcelo!
      Obrigado pelo comentárioe pela visita!
      Entendo o teu comentário e isso também me preocupa.
      Existem coisas que representam um grande desafio para um enquanto para outro é algo trivial.
      Nesse ponto é que vejo a importância da fraternidade e do amor.
      Não há ninguém que saiba tão pouco que nada tenha para ensinar e nehum que saiba tanto que não tenha nada para aprender. Se cada um puder servir de apoio ao outro, por exemplo, se o que tem mais fé ajuda o cético a encontrar o caminho da superação, seja por meio de seu exemplo ou, quando possível, por meio da palavra, um número muito maior de seres humanos encontrarão refrigério para suas maiores aflições. Nós que atuamos em funções de liderança ou de ensinamento, temos essa missão.
      Quem aprendeu o camiho precisa partilhar com o outro que ainda não o conhece.
      O mundo organizacional, do modo que eu vejo é muito competitivo e individualista. As pessoas não tem tempo se quer para si mesmos, portanto, não tem tempo também para se dedicar a ensinar com paciência ao outro. Porém, há exceções e sempre que isso ocorre é porque nesse lugar se entendeu que o caminho bom é o caminho que pode ser partilhado e celebrado em equipe. De todo modo e por incrível que pareça há também aqueles que, por orgulho, não querem ser ajudados. O pior cego é aquele que não quer enxergar. Ao juntarmos o pouco de luz que há em cada um de nós, podemos formar uma estrela brilhante e cheia de vida.
      Tenha um excelente dia meu amigo!!!
      Abração e mais uma vez obrigado pela visita.
      Marcondes.

  2. João Paulo Responder

    Sensacional!! Levarei pra sempre seus ensinamentos, aquelas aulas na módulo em que poucos ficavam, mas acho que até era bom, pois os que ficavam teriam e tiveram a oportunidade de aprender muito com o senhor…

    Agradeço do fundo do coração por tudo que me passou e com certeza tentarei passar para os meus filhos..

    Grande abraço Professor Marcondes!

    • Francisco Marcondes Responder

      Estimado João Paulo!
      Obrigado por suas generosas palavras e pela tua visita.
      Me alegro em saber que o que procurei passar em minhas aulas, na Módulo, teve alguma serventia.
      Quando um professor ensina, ele tem o desejo de ensinar a todos, mas nem todos estão dispostos a ouvi-lo.
      Em muitas das minhas aulas na Módulo eu me perguntava: “Senhor, o que é que eu estou fazendo aqui?”
      Agora já sei!!!
      Obrigado pela tua amizade!
      Que Deus te abençoe!
      Grande abraço!
      Marcondes.

  3. Sergio Rodrigues Responder

    Marcondes,

    Surpreendeu-me positivamente!

    Em quase tudo que escrevo, em quase tudo que decido, em quase tudo que penso, procuro agir com esta lógica.

    “Ainda que zombem” ai vai:

    cito Corintios 1, 13

    “Ainda que eu fale a linguagem dos homens e dos ajnos ………..”

    Forte abraço

    • Francisco Marcondes Responder

      Estimado Sergio!
      Fico feliz com teu comentário.
      Tenho profundo interesse em não ser apenas um címbalo que retine!!
      As boas palavras podem ser encontradas quando as procuramos, tanto nos livros quanto dentro de nós mesmos, resta-nos o desafio de colocá-las em prática.
      Às vezes, conseguimos muito êxito, outra hora pouco e ainda em uma outra hora nada. Nossa persistência e fé é quem determinará o resultado final!
      Muito orbigado pela visita!
      Grande abraço!!!
      Marcondes.

Deixe uma resposta