Logo-grupo-cimm

Segunda, terça, quarta, quinta e sexta!

000000 Leões 2

Um conhecido adágio nos traz que toda manhã nas planícies do Serengeti, um antílope desperta e sabe que precisa começar a correr, se é que deseja sobreviver por mais um dia. Caso contrário, poderá tornar-se o prato do dia de alguma fera. Do mesmo modo faz o leão, pois sabe que se não for capaz de correr mais do que sua presa, poderá morrer de fome. E pelo que nos consta, assim tem sido ao longo dos séculos. Nem por isso são hipertensos ou sofrem de depressão ou síndrome do pânico!

Todos os dias, sem exceção, alguns leões passam fome, outros se fartam. Alguns antílopes sucumbem sob as garras inclementes de algum felino voraz, sendo até comidos vivos, enquanto outros recebem o prêmio de viver por mais um dia, até que os embates recomecem!

Ambos, não têm a quem recorrer! Dependem única e exclusivamente de seu próprio vigor físico e da experiência que adquirem ao longo da vida, caçando ou sendo caçados. Ambos, por instinto, defendem com o máximo da coragem as suas crias, pois um desejo inato os faz entender a importância de seus rebentos, para a preservação da espécie. Vivem para comer, dormir, procriar, cuidar das crias e no mais, correr para escapar da morte, no caso do antílope, ou correr e alcançar a presa para sobreviver, no caso do leão!

Embora já se tenha visto tantas cenas desse cotidiano animal, por meio da TV à cabo; na maioria das vezes, assistindo à exposição da grande expertise dos leões na arte de caçar; vale lembrar que até hoje, em tais filmes, nunca se viu algum leão selvagem gordo. Se a proporção de gordura versus massa muscular do leão não estiver no melhor ponto, o antílope escapa! Por outro lado, um antílope obeso, com certeza, será o primeiro a virar janta! Velocidade é crucial!

Ao longo de um ano, há muitas perdas para ambas as famílias. Porém esses, talvez até chorem, em sua própria língua animal, porém, apenas por alguns momentos. Todavia, o instinto os faz prosseguir sem olhar para trás. Eram 7 e agora se tornaram 6. Eram 12 e se tornaram 11 e assim por diante. Em verdade, alguns humanos de espírito mais elevados, são os que choram por eles!

Quem sabe, tais perdas sejam estimulantes para que corram ainda mais rápido no dia seguinte; seja para fugir; seja para caçar. Com tudo isso, não se pode dizer se são felizes ou infelizes. Possivelmente, não possuem metas ou objetivos. Não acendem velas, não carregam amuletos e o pior, não sabem elevar suas intenções aos céus, não sabem orar para pedir que a divina providência os livre do mal! Não agradecem ao Criador quando sobrevivem, não maldizem a vida quando perdem um ente querido! São o que são! Graciosos ou não, ambos em extinção após milênios!

Nenhum deles faz faculdade de fuga, nem de caça, tampouco possuem diplomas de pós-graduação em autodefesa ou caça produtiva. Não sabem o que é realidade aumentada, QR Code, URL, eletronic data interchenge, total quality management, balanced score card, indústria 4.0, Lean Six Sigma, Hig Speed Cutting, Big Data, supply chain, milk run (esse talvez saibam), manufatura aditiva, aplicativos para tablets e smart phones, smart cam, google analytics,  non stop manufacturing ou rolling forecast! Enfim, não contam com qualquer tipo de banco de dados ou mídia interativa, ou seja, nada além de si mesmos e da própria sorte!

Por outro lado, do que lhes valeria ter acesso a tudo isso se lhes faltasse a coragem e o ânimo, se tudo isso lhes estivesse disponível, porém, não soubessem o que é, como, quanto, quando e onde utilizar? Quão numerosos seriam eles hoje, se ao olhar o seu predador ou a sua presa, tremessem as pernas e dissessem para si mesmos: “Perdi! ”?

Marcondes,  12 de fevereiro de 2016            04:40

Gostou? Então compartilhe

8 comments on “Segunda, terça, quarta, quinta e sexta!”

    • marcondes Responder

      Grannnnde Pablo!
      Fico muito feliz em receber tua visita e teu comentário.
      Imagino que o Bernardo já esteja quase surfando, pois o tempo passa rápido.
      Vou pra Floripa nessa quarta feira. Quem sabe não conseguimos marcar um happy hour!
      Grande abraço!
      Marcondes.

    • marcondes Responder

      Olá Anderson!
      Muito obrigado pelo comentário!
      Fico feliz que tenha gostado!
      Obrigado pelo incentivo!
      Grande abraço!
      Marcondes.

Deixe uma resposta