Logo-grupo-cimm

É melhor ser um palhaço incrível do que um engenheiro medíocre!

Palhaços 3

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Por conta de tudo quanto nos serviu de estímulo, nos arremessamos em direção ao grande desafio da vida, de ser aquilo que nos recomendaram ser; que acreditaram que deveríamos ser e que, a partir de um determinado momento, de tanto ouvir tal afirmação ou por falta de convicção pessoal, incorporamos a ideia de que era isso mesmo o melhor para nós sermos! Assim, acabamos sendo o que somos, não só para nós mesmos, mas também para todos aqueles que viram em nós a possibilidade de ser o que eles queriam ter sido. Porém, não foram e sabe-se lá porquê! Talvez, porque também eles, antes de nós, foram levados a ser outras coisas e não o que realmente desejavam ter sido. Quem sabe, por conta da falta de recursos ou de circunstâncias desfavoráveis, frustraram-se!

Ou seja, parte do que somos, somos para nós mesmos, enquanto outra parte é para aqueles que se projetaram em nós. Deste modo, quase ninguém é para si só, mas para si e para todos aqueles que se conectaram a ele em busca de alento aos seus espíritos carentes de realização de um sonho não alcançado! Por este princípio, todo aquele que segue as tais recomendações, será alimentado por palmas e elogios. Por outro lado, se houver algum que diga:

─ Não! Quero ser outra coisa! Quero ser um pioneiro e desbravador, sendo aquilo que nenhum antes de mim foi!

Pobre ser! Enfrentará terríveis pressões, pois estará minando as esperanças de todos aqueles que queriam ser por meio dele!  Mas que direito alguém tem de usurpar a vida de outrem, para livrar-se de uma frustração ou satisfazer vontade pessoal? Considerando que o sonho de cada indivíduo é algo que deve caber só a ele e a mais, absolutamente, ninguém realizar.

Um dos grandes mistérios da vida é que, a cada distinta pessoa, o universo, ou Deus se você preferir, concede algo preciosíssimo chamado “talento nato” ou “vocação”. Assim sendo, sem dúvidas, muita gente que é o que não nasceu para ser, pode estar rico, pode estar fazendo muita gente feliz ao seu redor. Contudo, no fundo, bem no fundo do seu íntimo, deve haver um espírito melancólico suspirando pela musa que o fazia sorrir, ainda no berço da maternidade, enquanto sonhava, mas que, para dar prazer a outros, rejeitou-a, corroendo assim a própria fortuna de ser o que deveria ter sido!

Mas para o quê nos poderia servir esse bendito texto? Ora! Corra para os braços da tua musa enquanto ainda pulsa o teu coração! Não ocupe a vida de teus filhos, nem de teus netos, fazendo com que sejam o que você queria ter sido ou ainda o que você quer que eles sejam! A eles cabem seus próprios sonhos! É melhor ser um violinista fantástico do que um arquiteto frustrado! É melhor ser um pedreiro espetacular do que um designer sem criatividade! É melhor ser um caminhoneiro feliz do que um profissional de marketing sem inspiração! É melhor ser um palhaço incrível, do que um engenheiro medíocre! É melhor sem um historiador, um matemático, um filósofo, um astrônomo, um físico nuclear e gozar a vida no seu máximo, do que acreditar que, em um estágio futuro da iluminação dos seres, você terá uma nova chance em um outro mundo! A vida é agora! Ninguém será melhor do que você se estiveres nos braços da tua musa! Que Deus te abençoe!

Marcondes                 05 de Novembro de 2014      01:37

Gostou? Então compartilhe

4 comments on “É melhor ser um palhaço incrível do que um engenheiro medíocre!”

  1. Ivan Pessina Responder

    Bom dia, simplesmente espetacular. Parabéns. Tenho visto com frequência muitos alunos estudando em áreas em que os pais querem, mas eles só o fazem para agradá-los. Aí eu pergunto, seria melhor e válido fazer um teste de aptidão? Esses testes trariam um resultado satisfatório e próximo da realidade? Tudo isso para que as pessoas vivam o mais cedo possível suas próprias vidas.
    Abraços.

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Pessina!
      Toda manhã quando me levanto, corro para o blog para ver se o post do dia anterior encontrou ressonância em algum coração.

      Cara! Muito obrigado! Tuas palavras lavaram minha alma!

      Mas…quanto às tuas perguntas?

      Creio que a sociedade em que vivemos gerou um conjunto de valores em que há um estreito leque de profissões em que os pais se sentem bem para investir na carreira dos próprios filhos.

      Ao longo de gerações, as pessoas foram sendo “pressionadas” a acostumarem-se a ser aquilo que gerava menos atrito entre elas e seus apoiadores materiais/emocionais. Afinal, ainda que fossem o que não nasceram para ser, conseguem se casar, ter uma casa prória, criar os filhos e viver uma vida estável, preservando o ego de quem os pos no mundo!

      Se nossa sociedade fosse tal que um filho pudesse, livremente e sem qualquer pressão ou preconceito, manifestar seus reais desejos. Por exemplo:

      ─ Pai! Quero ser bailarino! Quero ser bombeiro ou músico!

      ─ Mãe! Quero ser jogadora de futebol! Quero ser missionária ou marceneira!

      Penso que, nessas circunstâncias, os testes de aptidão seriam dispensáveis.

      Contudo, por as coisas serem como são, penso que os testes podem ajudar a desbastar a grossa camada de preconceito que foi, com o tempo, soterrando o gênio criativo original da criança e, possivelmente, por meio desses testes o sorriso da musa volte a brilhar nos olhos de nossas esperanças (as crianças e os jovens) de ter uma sociedade mais elevada, mais inspirada, mais realizadora e mais feliz!

      Penso assim meu irmão!
      Grannnnde abraço e uma quarta-feira de deixar saudade pra você!

      Marcondes.

  2. EDWARD BERGEL Responder

    Tomei a liberdade de encaminhar esse texto para cerca de 30 AMIGOS de minha lista de contatos. Essa mensagem tem que ser entregue a muitas pessoas, vale cada letra!!!

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Edward!
      Fico muito feliz por saber que o meu texto encontrou sinergia com o teu modo de pensar!
      Muito obrigado pelo privilégio de ter esse texto distribuido entre os teus amigos!
      Faço votos que o mesmo gere efeitos positivos em cada um deles, pois nosso objetivo é contribuir para um mundo melhor e uma sociedade mais feliz e mais criativa!
      Grannnnde abraço e mais uma vez obrigado!
      Marcondes.

Deixe uma resposta