Logo-grupo-cimm

Saiba a quem entregar tuas pérolas!

1 A ConchaPara se destacar, não basta ser diferente. É preciso ter conteúdo. Ser vistoso, porém vazio, não atrairá a atenção de quem desejas conquistar. Não há aquele que se interesse pelo que não vê valor. Ficarás à margem de teus objetivos e se alguém, em teu caminho, se interessar por ti, é porque lhe agrada o teu couro. Obviamente se for apenas mais um na multidão, passarás pela vida e ninguém há de dar-lhe a atenção devida. Vivemos em um mundo em que é preciso …sair da mediocridade das margens. Para ter valor é preciso ir fundo em teu habitat, esse lugar onde tiras teu sustento. Teu valor não virá dos arredores, antes disso, do teu interior. Não te abras para quem não o mereça. Só entregue tuas pérolas a quem lhe der o devido valor ou tua vida será como espumas ao vento. Crave tuas bases em terrenos sólidos como a rocha ou as ondas levaram consigo até a tua casa. Tenha paciência e seja precavido. Toda maré que baixa, um dia sobe e vice-versa. Não te assustes com as ondas ou vagalhões, antes disso, prepare tua prancha para singrá-los e vencer aos tubos. Meu amigo Pablo sabe bem disso. Afinal, talvez ainda não te deste conta, mas tu és o cara! Não o Roberto Carlos! Quem só navega na calmaria nunca irá muito longe! Ninguém pode se tornar capitão sem a devida coragem. Valorize-se e veja quanto glamour podes proporcionar a ti mesmo e aos que andarem contigo. Saiba quando deves abrir tua boca. Seja atento às ondas e às marés. Não te preocupes com o barulho do mar. O sol nasce todos os dias em favor de todos. Ainda que nuvens negras surjam, ele sempre estará lá, incólume e brilhante. Nuvens passam, mas o sol não! Por outro lado, só se bronzeia bem, quem estiver na praia na hora certa. Mas lembre-se: Ser sarado e vazio não o colocará entorno do pescoço da rainha. Tudo tão subjetivo não amigo? Também acho! Porém o caminho fácil costuma levar muitos a lugares de onde pouco se pode ver. Só que tem a ousadia de escalar montanhas saberá em que praia se pegam as melhores ondas e em que mares se encontram as melhores pérolas. Pois é! Clientes também são enigmáticos. Decifra-os e te tornarás rico, em valor e em amizade! Assim foi, assim é e assim sempre será! Abraço!

Marcondes           07 de Julho de 2013                02:23

Gostou? Então compartilhe

13 comments on “Saiba a quem entregar tuas pérolas!”

  1. Aldeci Responder

    Olá meu amigo!
    Gosto muito de ler seus artigos.pois nestes momentos, podemos sair do hipnotismo gerado pelas tarefas diárias e mergulhar em reflexões, mesmo que momentâneas, elas nos levam a “surfar ” em pensamentos relativos às nossas vidas. Em nossas rotinas diárias, nos deparamos com algumas ondas que temos que saber como pegá-las para não tomar um “caldo” e nem sempre temos a experiência e nem a prancha mais adequada, porém nós brasileiros somos criativos e flexíveis a tal ponto que podemos lidar com isso. Uma coisa ficou bem clara para mim, não basta apenas surfar a onda, precisamos fazer as manobras com uma perfeição cada vez maior.
    Grande abraço

    • Francisco C Marcondes Responder

      Olá meu irmão!
      Fico muito feliz quando encontro teus comentários no blog!
      Obrigado pela consideração e pela amizade.
      Tive a honra de surfar muita onda brava tendo você ao meu lado.
      Espero que você e tua família estejam todos muito bem!
      Grannnnde abraço!
      Marcondes.

  2. Ferretti Responder

    Chico Paco, admiro sua formalidade, sua forma de transmitir um pensamento, realmente é “coisa fina”, mas por um momento tentei voltar uns 30 anos e pensei como seria no nosso tempo de Villares : “relógio bonito que atrasa não adianta”. Um abraço.

    • Francisco C Marcondes Responder

      Grannnnnnde Zé Buscapé!
      Você não imagina a honra que eu sinto de ter você entre os seguidores do blog!
      Se você gosta das coisas que eu escrevo hoje e se minhas frases te servem de alento, pelo menos me diminui o peso do dia em que eu enchi tua mala de picotinho de fita CNC.
      Ah! e do dia que gastei meio vidro de um perfume “m a r a v i l h o s o” que a Sonia não quis na blusa que você deixou pendurada na tua cadeira. Mas eu gastei só um pouquinho (apenas meio vidro) na tua blusa de lã! Ainda bem que tínhamos o Camacho para te ajudar a explicar a situação para a dona Vera! Sabe que o Camacho e eu sempre quisemos o teu bem!
      Acho que foi há uns 33 anos mais ou menos!
      Tua amizade para mim não tem preço, pois você já pagou muito por ela!
      Hoje ainda paga, mas só um pouquinho! Eu me civilizei, como você pode ver!!!
      Abração meu irmão!
      Chico Paco!

  3. Valter Junior Responder

    Caro Marcondes estamos passando por um momento muito delicado o nosso pais enfrenta uma serie
    de obstaculo para alcançar o sucesso.
    Vejo que esta postagem e muito forte e mostra o valor que temos eu acredito um forte abraço.

    • Francisco C Marcondes Responder

      Prezado Valter!
      Você tem razão!
      A cada dia surgem novos desafios.
      É preciso muita sabedoria e força de vontade para que possamos encontrar caminhos que nos levem a uma maior estabilidade!
      Fico feliz que tenha gostado do que escrevi!
      Muito obrigado pela amizade, pela visita ao blog e pelo comentário!
      Grannnde abraço!
      Marcondes.

  4. Pablo de Castro Responder

    Marcondes,

    Fiquei muito lisonjeado em ser lembrado em seu blog! Sem dúvida, como em todos os esportes, o surfe ensina muitas lições para a vida. São muitas, mas tentarei serei breve. Eu diria que para surfarmos a melhor onda, assim como na vida, é precisamos ter:
    Paixão: ela surge no momento em que você fica em pé na prancha e desliza reto na espuma da onda pela primeira vez;
    Persistência: entre ficar em pé e surfar efetivamente a parede da onda leva um tempo. Após isso, esta característica será fundamental para chegarmos ao fundo (outside), pois na maioria das vezes é precisamos passar por toda a arrebentação (ou seja, tomar muita onda na cabeça).
    Preparação: estar física e mentalmente bem, para manter a calma nos momentos difíceis (durante o caldo – quando o surfista se sente dentro de uma máquina de lavar roupas). É fundamental também para que se possa pegar e surfar muito bem quando a melhor onda vier em sua direção;
    Coragem: para arriscarmos ao entrar em um dia de onda grande e descê-las, e por que não, ao entrarmos no mar gelado de inverno tendo pinguins como companheiros (muito comum aqui no sul).

    Enfim, poderia discorrer sobre outros atributos, não menos importantes como a humildade (insignificância diante da força da natureza), sorte (estar no lugar certo, na hora certa), companheirismo (compartilhando a sua felicidade e de seus amigos ao surfarem as melhores ondas juntos)… Mas, as deixarei para quando nos encontramos durante algum happy hour…

    Abração, Pablo

    • Francisco C Marcondes Responder

      Grannnnde Pablo!
      Obrigado pelo comentário e pela visita!
      Como eu entrei no tema, não tinha como não me lembrar de você, já que sei de tua paixão pelo surf e pelas ondas.
      Hora dessas nos juntamos para tomar um blck label e colocarmos o assunto em dia.
      Não me vejo surfando, todavia, navegar é preciso e por isso navego às ondas do tempo em direção firme rumo ao melhor dos destinos.
      Grande abraço e obrigado pelo e-mail.
      Marcondes.

Deixe uma resposta