Logo-grupo-cimm

Perder um amigo é como perder parte de si mesmo!

A FiapoOrrra meu! Que sacanagem?!!

Quem foi que te autorizou a partir assim meu irmão? Nem pude de dar um abraço!

Nem te desejar uma boa viagem!

Você me foi um grande amigo. Nunca foi à minha casa, mas não precisava, pois sempre esteve no meu coração. Sempre te admirei por dizer o que muitos tinham vontade, mas não tinham coragem.

Bem agora cara? Bem agora que, finalmente, parece que nosso gigante parece acordar?

Sei que você tinha um carinho especial por mim. Me disse várias vezes que lia os meus textos e posts e quando nos encontrávamos fazia questão de dizer:

—Chicão! Ó tô seguindo lá o que você disse. Se der errado você é o responsável!

Você nem imagina a honra que me concedia sendo meu seguidor!

—Chicão! Quando os pedidos começam a cair na minha área, eu ajoelho e oro! E da certo cara! Dá certo!

Penso que Deus tava precisando de um vendedor no paraíso!

Quando Deus perguntou a Pedro: Amado, porque estão demorando para me entregar o Fiapo, ele me é muito especial? Se Pedro fosse criativo como tu, poderia ter respondido: Senhor! É que estamos caprichando! Daí você poderia nos dar o privilégio de tua companhia por mais algum tempo.

To longe de S Paulo amigo! Não vou se quer no teu enterro, mas não se preocupe, você estará sempre vivo no meu coração! Que os anjos te recebam em festa! Fica com Deus meu irmão!

PS: Camacho, obrigado por me avisar!

Marcondes                                            18 de Junho de 2013                              01:17hs

Gostou? Então compartilhe

8 comments on “Perder um amigo é como perder parte de si mesmo!”

  1. Ricardo Chagas Responder

    Também estou longe Chico e com muita saudade de todos, aprendi muito com o Fiapo, ele ficara sim sempre em nossos corações. Fica com Deus meu grande amigo!

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado irmãozinho!
      Deus sabe a quem entregar os desafios.
      Se vc está aí longe é porque era aí mesmo que deveria estar, semeando filosofias, preparando caminhos, honrando teus pais e irmãos e a todos que te estimam como eu.
      Não nos despedimos do Fiapo. Não nos cabe entender todos os mistérios da vida e menos ainda os da morte.
      De tudo, sei que o nosso amigo não levou nehuma mágoa da gente!
      Obrigado pela tua amizade e solidariedade!
      Me orgulho de ti!
      Grande abraço!
      Chicão.

  2. Pedro Isidoro Responder

    Fiquei sabendo há pouco(10:00hs), estou realmente emocionado pela triste notícia.
    Sempre em nossos contatos sentia amizade, respeito e otimismo em suas palavras.
    Somente o tempo nos ajudará a aceitar mais uma perda ou melhor pensando mais uma separação momentânea de pessoas que convivemos no dia a dia como as que de vez em quando encontramos e ficamos alegres em vê-las e sabemos que são sinceras, honestas e vale realmente apena ter contato, apertar forte a mão, abraçar fortemente.
    Fique sempre com Deus, que seja amparado pelos anjos celestiais e se for permitido um dia nos encontraremos na espiritualidade.
    Que Jesus ampare todos os seus.

    Um grande abraço!

    Pedro Isidoro

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Pedro!
      Você sabe o quanto te estimo.
      Te julgo um mago. Quem te conhece não precisa de ultrasom.
      Muito sabias as tuas palavras.
      Muito obrigado pela solidadriedade!
      Espero que estejas bem e a melhorar a cada dia!
      Grande abraço!
      Marcondes.

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Pablo!
      Obrigado pela solidariedade!
      Há pessoas que a gente admira não só pela pessoa que são mas pela alma que têm!
      Obrigado pela manifestação!
      Grannnde abraço e um beijo pra famíla (agora com um beijo a mais)
      Marcondes.

  3. Aldeci Responder

    A vida é assim, esse “vai” e “vem”. Quando “vem” é uma alegria, antigamente se entregavam charutos, hoje são chocolates e quando é o “vai”, nós relutamos, não queremos que seja assim, o peito fica apertado e já sentimos uma grande saudade. Aceitar esse “vai”, requer um espírito preparado. Como consolo, temos que aceitar e guardar os bons momentos para sempre.
    Fique em paz meu amigo ” Doriva “

    • Francisco C Marcondes Responder

      E aí meu irmão!
      É assim mesmo como dizes!
      Nunca nos acostumaremos.
      No fundo somos, de certo modo egoistas. Não queremos abrir mão de quem apreciamos, nem mesmo quando esse um já tenho cumprido a mssão que lhe cabia nesse mundo.
      Continuarei buscando respostas com a expectativa de encontrá-las ainda do lado de cá!
      Grande abraço e obrigado pela solidariedade!
      Marcondes.

Deixe uma resposta