Logo-grupo-cimm

Por falta de zelo, apagaram-se as velas!

Velas 2

Quando uma vela se apaga, apaga-se também uma esperança, um sinal, uma luz, um sonho, uma expectativa. O homem que pensa que tanto sabe, mal sabe viver a vida. Como poderia, então, entendê-la ou explicá-la. Sendo assim, se tão pouco sabe-se e tão pouco investe-se em saber da vida, como poderia, pois, compreender a morte, pela qual ainda não passou?

Em busca do significado das coisas, jubila-se o homem, quando o encontra, tanto quanto enlouquece, se lhe passa o contrário. Todo aquele que busca o sentido do que acontece, apenas, à altura de seu próprio conhecimento, pode não encontrá-lo, pois há motivos que extrapolam tanto a chama, quanto a fumaça.

Nenhuma vela tem o poder de acender-se a si mesma, embora, às vezes, possa o contrário. Receber a luz é uma graça, digna de risos e cânticos, perdê-la é uma dor que só o tempo e o pranto podem acalmar, mesmo que se tenha a consciência de que apagar-se é a sina de toda vela. Ora apaga-se pelo vento, ora pela falta de oxigênio, ora porque umedeceu-se o pavio, ora porque queimou-se toda a parafina. Sem luz, o apaixonado não pode ver-se refletido no olhar da mulher amada e nem a cor do vinho que lhes celebra o encontro. Sem luz o taberneiro não pode contar seu merecido lucro ou, quem sabe, ensoberbar-se dos frutos de sua ganância. A luz vem antes de tudo. Sem ela, só nos resta a dor e o pesar!

Marcondes      28 de Janeiro de 2013                  01:22

Gostou? Então compartilhe

4 comments on “Por falta de zelo, apagaram-se as velas!”

  1. Ferretti Responder

    Por Santo Agostinho: A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do caminho. Eu sou eu, voces são vocês. O que eu era para vocês eu continuarei sendo. Dêm-me o nome que voces sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram, vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do criador. Não utilizem um tom solene ou triste. Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo. Sem nenhum traço de sombra. A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado.Por que eu estarei fora de seus pensamentos agora que estou apenas fora de suas vistas? Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do caminho ( Santo Agostinho ). Essa é uma ótima forma de acalmar meu sofrimento, e também de todos os que perderam seus entes queridos em tragédias como a de Santa Maria, porque compreender a morte pela qual ainda não passamos é impossível.

    • Francisco Marcondes Responder

      Estimado Ferretti (Zé Buscca Pé – com dois cês buscca, dada a descendência Italo-Brasileira) !
      Postei o seu comentário no meu mural no facebook e ele bombou. Um p.. monte de gente curtiu, alguns comentaram, outros compartilharam, replicando no mural deles. Vc é o cara!!!
      Realmente muito interessante e de muito sentido.
      Ontem falei com o Baianinho, nosso eterno amigo. Gente finíssima.
      Ele está a fim de fazer doutorado e conversamos sobre isso.
      Hoje consolidei minha contratação pela Adimafer. Estou motivado.
      Gostei das pessoas com quem eu conversei.
      Gostaria de conversar com você para trocar umas idéias.
      Me avise quando fica bem pra você.
      Grannnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnde Abraço!
      Chico Paco!

Deixe uma resposta