Logo-grupo-cimm

Para Ardinello!

Há uma semana o mundo perdeu um semeador de árvores! Um apaixonado por madeira de lei. O fato de ter sido marceneiro lhe deu essa virtude. O cheiro da madeira lhe era tão familiar que era capaz de distinguir uma da outra pelo aroma. Conhecia às árvores à distância. Aprendi com ele a identificar um pé de cedro de longe. Viajava quilômetros, às vezes à pé, para colher sementes de canela noz moscada, canafístula, ipê, cedro. Colhia centenas delas e as plantava em saquinhos de terra. Depois que as mudas estivessem firmes, saia procurando um bom lugar para plantá-las. Homem muito simples, humilde, tímido, honrado e absolutamente transparente. Em minha memória fica tua imagem com a inseparável calça de brim azul e uma camiseta Polo (com bolso) e todo salpicado de serragem. Convidado à cerimônia de bodas de ouro de um amigo, do qual havia sido padrinho na época do casamento, aceitou o convite desde que pudesse vestir o paletó por cima de uma camiseta Polo. Apreciador de uma caninha, à qual chamava de aperitivo, fumante e apreciador de música sertaneja era uma pessoa autêntica. Há pessoas que muito nos ensinam pelo tanto que estudaram, outros porém, nos ensinam tanto, sem nada ter estudado. Conheço muitos que parecem ter sido concebidos por uma transferência de dados via wireless, você, no entanto, nasceu da terra e em suas veias corria seiva vegetal, seus pés eram raízes e seus braços eram galhos de árvores. Reconheço o direito de Deus em requisitá-lo, mas cara!! Você vai fazer muita falta entre nós. Que seus netos herdem de ti igual amor pela natureza! Ser teu genro foi uma grande honra. Você é uma das minhas referências!

Gostou? Então compartilhe

17 comments on “Para Ardinello!”

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Marcos!
      Obrigado pela visita e pelo comentário.
      Concordo com você, penso que o mundo moderno deixa as pessoas muito artificiais. Penso que devem existir excessões, mas me parece que as pessoas mais antigas carregam em si uma essência que devem ter trazido da roça, onde todos nós, exceto príncipes e pessoas de sangue azul, nos originamos há algumas gerações.
      Obrigado pela visita.
      Grande abraço!
      Marcondes.

  1. adilson Responder

    Querido Marcondes, não conheci o sr. Ardinello, mas enquanto lia entendi perfeitamente o teu sentimento e me dei a licença de homenagear, em pensamento, outra pessoa muito parecida com esta. Obrigado pelo presente indireto.

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Adilson!
      Obrigado pela visita e pelo comentário.
      Penso que sei ao que você se refere. Creio que pessoas como essas, às quais nos referimos, encontravam nas coisas mais simples a verdadeira felicidade. Talvez aprenderam isso com o chegar da idade. Espero que possamos chegar a isso mais cedo, não só para o desfrute pessoal, mas também para a justa honra que eles merecem, pelo exemplo que nos deram.
      Grande abraço!
      Marcondes.

  2. Cristina Santos Responder

    Com certeza ele também se sentia honrado em ser seu sogro e ver a semente dele se perpetuar na pessoa dos netos, seus filhos que eu tanto amo.

    • Francisco C Marcondes Responder

      Olá Cris!
      Muito obrigado pelo carinho das tuas palavras.
      Assim espero, que nós, que continuamos por aqui, possamos honrar o nome dele em tudo o que ele nos ensinou, sem saber que assim o estava fazendo.
      A recíproca é verdadeira com relação aos meus filhos.
      Um grande abraço.
      Chico.

  3. Sergio Responder

    Hora o navio chega ao porto, esta trazendo boas novas. Hora esta levando nossas vidas e deixando saudades.

    Certamente o navio que daqui, com saudades, parte será recebido com muita alegria no porto em que irá aportar.

    Homenagem bonita!!!

  4. Pedro Responder

    Querido Marcondes

    Venho aquí prestar meus sentimentos pela separação do Sr. Ardinello, não tive a honra de conhece-lo porém vc já o descreveu muito bem como respeitador da natureza. Ficamos sem mais uma pessoa que nos deu bons exemplos, porém Deus sabe oque faz e nós não entendemos o porque disso ou daquilo e somente o tempo nos ajuda a suportar a “perda”.

    Um grande abraço!

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Pedro!
      Muito obrigado pela solidariedade e pelo carinho de tuas palavras.
      O tempo será o remédio. Plantarei mais árvores daqui para frente em memória e em respeito a ele.
      Muito obrigado pela amizade e pelo apoio.
      Grande abraço!
      Marcondes.

  5. Edilson Alves Responder

    Boa noite amigo Marcondes, já estava com saudades de ler seus pensamentos, também quero deixar aqui meus sentimentos pela perda de uma pessoa tão singular em sua vida.

    Que o Senhor possa lhes confortar o coração, que o Espírito Santo de Deus lhes encham de Paz, e que as lembranças sejam eternamente marcadas pelos momentos que tiveram juntos, que Deus abençoe você e sua família!!!

    Ósculo Santo!!!

    • Francisco C Marcondes Responder

      Estimado Edilson!
      Obrigado pela solidariedade e por tuas palavras.
      A semana passada foi uma semana difícil.
      Meu sogro era mesmo singular.
      Além de nós da família, sei que também as árvores vão sentir falta dele por aqui, mas tenho certeza que o paraízo vai ficar mais verdinho!!!
      Grande abraço meu amigo!
      Ósculo Santo pra você também!
      Marcondes.

    • marcondes Responder

      Estimado Hermano!
      Gracias por tu visitación y por tus palabras.
      Mi suegro era una persona mui especial para mi. Me he enseñado muchas cosas a respecto de la naturaleza.
      Agradezco tu amistad!
      Grande abrazo!!
      Marcondes.

Deixe uma resposta