Logo-grupo-cimm

Teu ânimo dimensiona teus problemas!

Faça uma lista com os seus cinco maiores problemas (obviamente, se você não os tem, nem perca seu tempo lendo isso). Enumere-os em ordem decrescente de importância, ou seja, do maior para o menor. Sente-se à mesa e coloque a folha com a lista de problemas bem diante de seus olhos. Fixe teu olhar em cada um deles, percorrendo-os, um por um. Ok!? Feche os olhos e agora fique bem preocupado, mas bem preocupado mesmo, por alguns minutos.

Passado esse tempo, bem preocupado, veja se algo na sua vida mudou e se algum dos problemas se extinguiu. Provavelmente, nada deve ter ocorrido, a não ser que uma dose extra de adrenalina deve ter entrado em tua corrente sanguínea, porém, como você nem correu e nem lutou, ela vai ficar por aí no teu corpo, vagando daqui pra lá e de lá pra cá, prejudicando teu sistema nervoso e aumentando a probabilidade de você continuar tenso. É claro que eu sei, que falar é muito fácil, por outro lado, tenho certeza de que apenas ficar preocupado, também nada resolve. Sofremos muito por antecipação, alimentando nossa mente com pensamentos pessimistas sobre o futuro e, na maioria das vezes, quando o fato, verdadeiramente, ocorre, é bem menos grave do que imaginávamos.

Em geral somos muito criativos para imaginar catástrofes e nem tanto para crer em bençãos, embora elas existam. Muitos se tornam viciados ao frio da adrenalina percorrendo as veias  e o ventre, por isso permitem que os problemas surjam e cresçam. Todos os problemas possíveis de serem resolvidos, só são resolvidos com ações positivas, decisões de coragem, humildade, equilíbrio, serenidade, maturidade, organização, planejamento, controle, motivação, entusiasmo e fé! Apenas pensando demais neles e ficando preocupados, nada vai mudar. Se não sabe por onde começar, peça conselho a um amigo, a um irmão, a uma pessoa mais experiente, a seu chefe, a um professor, a um padre, a um pastor, a um rabino, a um monge, a um profissional, em fim, a alguém em quem tenha confiança. Não pense em tudo de uma vez, concentre-se em partes e vá resolvendo as partes, ate´ que o todo vá perdendo força e pare de te sugar energia. Primeiro, assuma que desafios (ou problemas) existem e fazem parte da vida de todos, cada um com os seus e você com esses cinco que enumerou.

Assuma que tem tais problemas, não fuja deles. Declare-os, fazer isso será o início da solução. Entenda que fazem parte do desenvolvimento da tua maturidade.Veja quais são tuas possibilidades e comece a mover-se, de um primeiro passo, de modo que não ultrapasse tua envergadura. Estabeleça metas e comprometa-se com elas, seja disciplinado, comece já, não olhe para trás, não pare, tenha firmeza de propósito, seja persistente. Problemas são percepções. Todo problema tem o tamanho da perspectiva pela qual o tomamos. Quanto maior a coragem menores serão os problemas. Quanto maior a fé, mais rápido virá a cura, mais prontamente chegar-se-á a uma solução para cada um dos seus cinco desafios.

Obrigado por ter lido o texto até o fim. Se você gostou, compartilhe! Me fará um grande favor!

Antecipadamente agradeço,

Marcondes.

Gostou? Então compartilhe

16 comments on “Teu ânimo dimensiona teus problemas!”

    • Marcondes Responder

      Hola José Luis!
      Muchas Gracias por tu visita y tu comentário.
      La vida enseña muchas cosas y mucho se aprende después de tener sufrido.
      Compartir o que aprendemos, quizás, pueda evitar que otros sufran lo mismo.
      Hay tiempo que no hablamos, me quedé contento con tu visita!
      Espero que esteas mui bien!
      Grande abrazo!!!
      Marcondes.

  1. Vanderlei Schnoor Responder

    Sem dúvida, fazemos nossos problemas maiores do que eles realmente o são. Eu já me vi situações que parecia não haver solução. Separação, perda dos bens, dificuldades financeiras, etc… Mas ficar lamentando ou procurando um culpado, não me ajudou em nada. Só quando percebi que a solução era mudar meus pensamentos e a rota dos meus passos é que a luz começou a brilhar. Sábias as suas palavras Marcondes. Um grande abraço.

    • Marcondes Responder

      Prezado Vandelei!
      Obrigado pela visita e pelo comentário!
      Quando temos a competência ou, até mesmo, a sorte de compereender esse estado de coisas e mudar, amadurecemos e passamos a obter melhores resultados da vida.
      Há, no entanto, pessoas que passam uma vida inteira murmurando e resmungando da má sorte que tiveram, por exemplo, até os 22 anos. De repente, estão com 63 reclamando daqueles primeiros 22 e não fizeram nada para que nos 41 anos seguintes pudessem ser mais felizes.
      Como seres mortais e limitados, ainda não encontramos um modo de voltar o tempo para reiniciar a vida de um modo diferente, mas temos, sim, condições de mudar nosso comportamento e atitude para que a vida nos seja mais proveitosa.
      Fico feliz em saber do teu êxito em perceber o que precisava ser feito e te-lo feito.
      Grannde abraço!!
      Tenha uma ótima semana!!!
      Obrigado pela visita e volte sempre.
      Marcondes.

  2. Sergio Responder

    Fazer de um problema algo grande, monstruoso, de difícil solução, Deixá-lo tomar conta de seus pensamentos e suas preocupações passar de simples ansiedade à um mal maior que pode interferir na sua vida é demais para pessoas equilibradas e preparadas.

    Primeiro devemos saber se temos um problema ou um desafio. Problema é algo instalado que já causa prejuizos, esta em curso. Desafio é quando voce preve um problema e tem que trabalhar para evitá-lo.

    Sabemos que 95% das nossas preocupações não se transformam efetivamente em problemas, e que os outros 5% são mais “bonitos que o diabo” que o imaginamos.

    O duro mesmo é tentar acertar esses 5% e anteciparmo-nos a eles.

    Trabalhei com um empresário, se é que assim posso chamá-lo, que ao ver o vendedor trazer o pedido, se lamentava, patendo as palmas das mãos nas pernas e disparando uma série de blasfemias:

    Sera que vai dar certo a produção? Vou ter que comprar matéria-prima. E se atrazarem a entrega. Quando chegar teremos disponibilidade de máquina? Não vamos conseguir cumprir o prazo. Será que o cliente irá pagar……..

    Nós responsáveis pela tática da empresa, tinhamos que nos abster de tantos maus pensamentos para podermos planejar, simpesmente planejar para que tudo acontecesse.

    Não podemos nos deixar invadir por esta ansiedade insana e temos que prepararmo-nos para vencer nossos desafios cotidianos.

    É assim que cultivamos nossos colaboradores, lideres, amigos, família e também a Deus que nos fez planos de vitória.

    Abraço

    • Marcondes Responder

      Estimado Sergio!
      Obrigado pela visita!
      Gostei do comentário sobre a diferença entre problema e dasafio. Muito bom!! Obrigado!
      A vida por sí só é um desafio. Muitas vezes além de todas as barreiras que se nos impõem, ainda temos de arrastar os pessimistas a reboque, pois parecem torcer para que tudo de errado. Todavia, a maioria deles, não se julgam pessimistas, mas sim realistas.
      Jogar com a torcida contra, torna o jogo mais difícil, mas a vitória fica ainda mais gostosa.
      De todo modo, os pessimistas nos ajudam a conter o excesso de entusiasmo.
      Como otimista que penso ser, procuro ver positivamente tudo, até os pessimistas!
      Serigo, muito obrigado e volte sempre!
      Grande abraço!
      Marcondes.

    • Marcondes Responder

      Grannnde Vinícius!
      Muito obrigado pela visita e pela mensagem.
      Tenho um amigo que é psicanalista, nos conhecemos ha muito tempo. Fizemos vários trabalhos juntos. Talvez você o conheçá, é o Roberto Cacuro.
      Ele, algumas vezes, utiizava um clip do filme “Excalibur”, onde o mago dizia aos seus seguidores, que a maior desgraça do homem é o esquecimento. Por isso, ele recomendava, que de tempos em tempos, os cavaleiros, que haviam vencido a guerra contra as forças do mal, se reunissem ao redor do fogo e recontassem a história, de como haviam sido as batalhas, para que aquela grande conquista não perdesse o seu valor, caindo no esquecimento.
      Por isso, a situação é bom como você falou, há atitudes que sabemos o quanto são boas, mas muitas vezes nos esquecemos de pratica-las.
      Mais uma vez obrigado pela visita e um grande abraço!!!
      Marcondes.

  3. Cida Responder

    Bom dia , marcondes acompanho vc todos os dia , e achei muito interesante esse análise , veja vc que sofro com o que chamo de meu gde problema , Trabalho como uma condenada, acho que vivo como se nunca fosse morrer, juntei umas economias e há um ano comprei uma casa na zona norte , justamente para ajudar nas despesas com o dinheiro do aluguel que iria receber, após a compra descobrir que o vizinho é um ladrão e faz boca de fumo ao lado da casa, o cara acabou sendo preso recentemente porque estava com carga roubada em um carro velho dele , após a saída do antigo morador fomos limpar a casa chegando lá o cara já gritou p/ eu aqui é meu pedaço , sabe com aquelas gírias que pelo amor de Deus , minhas filhas estava comigo ficaram assustadas, aí falei p/ ele olha não colocando lixo na minha porta td certo , detesto sujeira , aluguei a parte de cima o casal um amor , mas a inquila de baixo uma topeira , nunca paga em dia p/ se ter uma idéia ,tem 2 meses que não paga , então td isso tá me deixando numa depressão que não faz idéia tem noite que perco o sono , fico pensando e, quando for vender será que vou conseguir vender vou perder dinheiro ? depois desse negocio meus dias não foram os mesmo , estou ficando de cabelos brancos , eu evito até de ir lá seja para resolver qualquer problema evito o máximo estou apavorada outro dia fui lá resolver a divisão de água o cara estava com mais 5 fumando maconha me deu uma baforada que fiquei tonta . me diz o que faço

    • Marcondes Responder

      Estimada Cida!
      Me comovo com a tua históra.
      Pessoas honestas e trabalhadoras soferm muito com esse tipo de situação.
      Vou responder ao teu e-mail como amigo, pois minha especialidade profissional é marketing, vendas, engenharia de manufatura, filosofia, portanto, meu conselho não é um conselho de um profissional de justiça ou de um especilaista imobiliário, mas prezo que possa te servir para alguma coisa.

      Eu creio que você deveria se livrar desse problema passando o imóvel para frente, pois enquanto esse marginal for teu vizinho, teu cabelo continuará embranquecendo. Nós não fomos educados para lidar com esse tipo de gente, por isso sofremos. Se você, por exemplo, faz uma denúncia e a polícia vem, faz um fraglante e prende os maconheiros, em pouco mais de uma semana eles estarão soltos de novo e, se desconfiarem, que você os delatou, podem querer se vingar. Se você praticar a política da boa vizinhança e eles perceberem o teu medo, vão querer explorar isso em benefício deles.

      Eu e minha família tinhamos um problema parecido. Um jovem viciado alugou uma casa em frente à nossa e todas as tardes se reunia com um bando de outros marginais para fumar maconha. Tenho uma filha moça e um filho jovem, sempre temia e ficava vigiando até que chegassem da faculdade e entrassem em casa. Antes disso era impossível dormir. Há relatos de que até assaltaram pessoas e roubaram carros aqui mesmo na rua onde moro. Esse inferno duoru até que se mudassem. Aqui em casa nós todos cremos muito em Deus. Passamos a orar todas as noites para que Deus nos livra-se daquele mal e, creia, em alguns meses eles sairam mesmo da casa, se mudaram, sabe-se lá pra onde. Contudo, para que as orações funcionem é preciso ter fé.

      Mas eu conheço também um senhor, que é advogado e me ajudou algumas vezes, uma destas vezes com um problema imobiliário. Comprei uma casa que pertencia a uma senhora que era separada do marido que era viciado e alcoólatra. Depois do negócio fechado, a mulher começou a demorar para liberar a casa. Este senhor me deu um apoio e resolvi meu problema. Ele mesmo me levou os documentos e as chaves da casa. A esposa dele é corretora de imóveis. Ela foi quem fez a intermediação da compra e venda do imóvel em que tive tal problema.

      Ele é um senhor negro que já tem uma certa idade e tem muita experiência em lidar com esse tipo de situação mais delicada. Não estou dizendo para você contratar os serviços dele, mas estou sugerindo que você converse com ele diretamente e peça algum conselho. Se você sentir confiança nas recomendações que ele te fizer, talvez ele possa te ajudar a encaminhar para alguma solução mais natural ou mais formal. Talvez eles possam ajudar você a revender a casa e comprar uma outra em algum lugar melhor.

      O nome desse advogado é Dr Pedro Eufrásio. Falei com ele, logp após ler teu comentário. Ele me autorizou a te passar o celular dele (11) 99231 8519. Se você ligar pra ele, fale em meu nome. Diga que foi Francisco Marcondes que te fez a recomendação para que você o consultasse.

      Espero ter ajudado.

      Se algum seguidor do meu blog ler essa nossa conversa e tiver algum conselho melhor, sinta-se à vontade para se manifestar para que unindo nossa boa vontade e experiências, possamos formar um fórum que nos sirva como corrente do bem e ajuda mútua.

      Me perdoe se minha resposta ficou abaixo do que você esperava.
      Torço por você.

      Que Deus te abençoe para que essa situação se resolva logo e da melhor maneira!

      Grande abraço!

      Marcondes.

  4. Noir Nini Responder

    Caro Marcondes.
    Kkkkk, quando você menciona, coloque seus maiores problemas, hoje no período da manhã, tivemos uma reunião com notícias nada agradáveis, dois clientes solicitando por e mail, um precisa de 50% e o outro 25% de desconto, a equipe ficou toda preocupada , dizendo olhe só tamanho do nosso problema.
    Eu mantive a calma e só ouvi, e muito..
    Como havia uma visita programada, sai de foco e no percurso de ida e volta, 333 km, claro que pensei na situação.
    Levarei para uma reunião amanhã, e acredito que será possível chegar bem próximo da solicitações dos nossos clientes.
    Abraço.

    • Marcondes Responder

      Noir,
      Obrigado por ler meu texto e compartilhar comigo o seu desafio!
      Creio que, justamente, nessas horas mais difíceis é que se mede o valor da liderança e manter a calma sempre ajuda. Quando se tem um cliente, sincero, desesperado temos, pelo menos, dois caminhos. Supondos-se que tenhamos condições de levar uma solução àqule desespero.

      Um deles é tirar vantagem do desespero e maximizar o lucro, entenda maximizar o lucro como “arrancar-lhe o couro”. O outro é estender a mão, ou seja, vender pelo custo, abrir uma excessão, parcelar, prever alguma compensação futura, investir a fundo perdido, por exemplo. Qualquer um dos dois caminhos fará com o que cliente nunca mais te esqueça. Só nos resta avaliar em que ponta nós queremos estar.

      Quando por trás da empresa há uma matriz distante, com um controler (financeiro) obstinado pela missão de gerar lucratividade, é provável que esse cliente migre para o concorrente. Se por outro lado, houver margem para flexibilizar, se tivermos autonomia de decisão e o cliente tiver um histórico de fidelidade, talvez estejamos garantindo um relacionamento do tipo “felizes para sempre”.

      De todo modo, em qualquer das duas decisões que se decida tomar, é preciso muito jeito e serenidade para fazê-lo. Situações críticas costumam exacerbar as emoções e qualquer desvio do que possa ser considerado sensato, pode ferir suscetibilidades, tanto ao dizer sim, quanto ao dizer não. Pois os sentimentos se inflamam não pelo que se fala, mas pela maneira com que se fala.

      Tenha certeza que ficarei na torcida por você e pelo seu cliente, para que a solução mais adequada ao caso seja encontrada. Confio em você!

      Te desejo êxito!!!

      Grande abraço!!
      Marcondes.

  5. Edilson Alves Responder

    Boa tarde amigo Marcondes.

    PROBLEMAS.

    Quem não tem? Quem nunca vai ter? É bem isso tudo o que o amigo compartilhou, o problema não é o PROBLEMA, o problema é como vamos lidar com cada um deles, mesmo em meio as dificuldades da vida que são muitas, precisamos manter o equilíbrio, a calma, a auto-estima e principalmente a FÉ. Nos quinze anos que tenho minha pequena empresa já passei por cada problema, que parecia intransponível, mas consegui vencer e aqui estou eu.

    Mas até aqui o Senhor me ajudou, me deu forças, me deu ânimo e segurou a minha mão, como um bom Pai que é!!!

    Deus te abençoe hoje e sempre!!!!

    • Francccisco Carlos Marcondes Responder

      Estimado Edilson!
      Esse teu comentário me passou sem que eu percebesse!
      Me perdoe.
      Você deve conhecer aquela frase que diz que é pelo fogo que se testa o ouro e a prata.
      Tenho certeza que a cada provação você se tornou mais forte e tua empresa mais sólida.
      Que 2013 te seja um ano de bençãos e vitórias!
      Que Deus te abençoe e muito obrigado pela amizade e pela companhia em 2012.
      Abraço!
      Marcondes.

  6. Gilmar Gonçalves de Souza Responder

    Olá meu caro amigo Marcondes!

    Você como sempre com muitas palavras de sabedoria.

    Tenho passado por isto. Mas estou fazendo exatamente o que declaras neste texto.

    Tudo ainda relacionado à minha moto.

    Mas estou fazendo o possível e o impossível, com muita fé, logo darei solução a essa situação.

    Dívidas é compliocado, mas estou eliminando aos poucos.

    Você é uma grande pessoa, um grande amigo.

    Um forte abraço.

    • Francccisco Carlos Marcondes Responder

      Grannnnnnnde Gilmar!
      Me perdoe responder a esse teu comentário com tanto atraso.
      Eu costumo ser avisado pelo sistema sempre que alguém comenta algum dos meus posts do Blog, contudo, esse teu comentário só vi hoje e por acaso!
      Te tenho em grande estima e sei que se o problema da moto ainda não foi resolvido é por que Deus deve ter algum prpósito nisso, talvez Deus esteja querendo te submeter a alguma provação para ver até onde vai a tua fé.
      Não nos falamos para o Natal mas estou em tempo de te desejar um Ano Novo acima das tuas melhores espectativas! Que Deus te abençoe meu irmão!!!
      Marcondes.

Deixe uma resposta