Logo-grupo-cimm

A fome que o povo tem mas não sabe!

Há algum tempo tenho refletido sobre  Sêneca, Nietzsche, Epicuro, Sócrates, Platão, Aristóteles, Tales de Mileto, Heráclito, Demócrito, Anaximandro, Parmênides, Zenão de Cítio, Schopenhauer, Montaigne, Spinoza, Pascal, Lobato, Agostinho, Tomás de Aquino, João da Cruz, Kant, Azevedo, Kafka, Dostoiévski, Aurélio, Rumi, Alisha, Osho, Verne, Pessoa, Kundera, Gibran, Hosseini, Descartes, Capra, Isaias, Rosa, Krugman, Ezequiel, Michaelis, Blanchard, Bacon, Meirelis, Daniel, Bechara, Samuel,  Luft, Jó, Davi, Mateus, Marcos, Lucas, João, Goethe, Neemias, Chapman, Queiroz, Warren, Quintana, Houais, Andersen, Grimm, Fontaine, Esopo, Salis, Shah, Gaiarsa, Nee, Stott, Alencar, Cloud, Freud, Pires,  Jung, Lacan, Vries, Gandhi, Eleanor, Lucado, Ferry, Cícero, Homero, Ovidio, Shakespeare, Botton, Tolstói, Blake, Lispector, Epicteto, Tchekov, Alves, Brecht, Mann, Nascentes, Trotsky, King, Hill, Piaget, Meyer, Hugo, Goleman, Key, Quinn, Alexandre, Napoleão, Coelho, Orwell, Curi, Maquiavel, Marx, Sade, Hunter, Hinn, Cristo e penso: Oh! Deus estenda meu dias de lucidez!  O desjejum ja o devorei como um cão faminto, não me prive de cear contigo no cair da noite!

Gostou? Então compartilhe

6 comments on “A fome que o povo tem mas não sabe!”

  1. Aldeci Responder

    Marcondes, imagine se juntarmos um pouquinho de cada ingrediente desses. Teremos um alimento que nutrirá nossa alma para sempre.
    Grande abraço filósofo Marcondes.

    • marcondes Responder

      Olá Aldeci!!!
      Senpre que leio esses grnades nomes da sabedoria me animo ainda mais em continuar minha busca pela elevação espiritual, intelectual, física, etc.
      Não cnsigo me ver passando pela vida sem buscar pelo verdadeiro sentido que ela deve ter.
      Oxalá tuas palavras se concretizem e eu me torne mesmo um filósofo!
      Grande abraço e um beijão para a esposa e para meus sobrinhos!!

  2. Edmundo Rambelli Responder

    Como diria alguém da geração atual (Já passei dos 70):

    “Mano, cê tá pior qui eu”

    Abraços Edmundo.

    • marcondes Responder

      Olá Edmundo!
      Me perdoe a demora em responder.
      Estavamos fechando mais uma edição da revista Manufatura em Foco e acabei me atrasando com a correspondência do Blog.
      Tenho um amigo que admiro e respeito muito que se chama Roberto Cacuro.
      Muitas vezes tento incentivar o Roberto a escrever um livro, mas ele me diz:
      “O que mais faltaria para ser escrito e como poderia eu escrever melhor do que os grandes mestres já escreveram?”
      Talvez ele esteja certo, mas ainda bem que os grandes mestres do passado não pensaram igual ao Roberto, quando olharam para o legado literário que outros mestres mais antigos haviam deixado.
      Eu gostaria de escrever bem como qualquer um dos que citei no texto, mas enquando não chego lá, não me contenho em espalhar as pistas do que tenho encontrado.
      Talvez já pirei e não sei!!!!
      Muito obrigado pela visita e pelo comentário!!l
      Volte sempre!
      Abraço!!
      Marcondes.

  3. Edilson Alves Responder

    É amigo Marcondes, aproveitar cada momento é preciso, fazer o que tem que ser feito é fundamental!

    Grande abraço e Ósculo Santo.

    • marcondes Responder

      Grannnde Edilson!
      Me perdoe a demora em responder.
      Que a paz esteja contigo!
      Estavamos fechando mais uma edição da revista Manufatura em Foco e me atrasei na correspondência do Blog.
      Ja me perguntaram algumas vezes sobre o que é necessário para aprender a escrever bem.
      Algo que tenho notado é que não conheço nenhum grande escritor que antes disso não fosse um bom leitor. Quem não se alimenta do que escreveram os grandes escritores, nunca será um grande escritor.
      Estou convicto de que tenho de ler e ler e ler e ler e ler e continuar lendo e quando não der pra ler eu devo ouvir. Há muitos bons audio-livros. Talvez não só ler e ouvir livros, mas também aprender a ler e ouvir a vida!
      Grande abraço meu amigo e um ósculo Santo pra você também!
      Marcondes.

Deixe uma resposta