Logo-grupo-cimm

Água e terra uniram-se em revolta…

Água e terra uniram-se em revolta. Reviraram seichos e rochas que rolaram em cólera pelas encostas feridas, expandindo veias,  abrindo sulcos e fendas, tombando cercas e arrebatando almas, até que a fúria acalmada gerasse a lama que ao calor do sol  converteu-se em barro, na esperança que o tempo, o artesão da vida, pudesse fazer do homem um vaso novo.

Gostou? Então compartilhe

2 comments on “Água e terra uniram-se em revolta…”

  1. Benedito Matos Responder

    Assim e o homem obra prima da natureza depenca, rola, abre sulcos, solve vidas lá em baixo é só lama e o criador realmente o transforma em vaso novo, vaso de benção. Isso é maravilhoso.
    Seu comentário, é fantástico.

    • Marcondes Responder

      Prezado Benedito!
      Muito me alegra o teu comentário.
      O Homem que veio do pó volta ao pó.
      Volta, quem sabe, por debaixo da lama e dos escombros ou pela lama que denigre seu caráter, quando providências que dele mesmo dependem, não são tomadas.
      Tudo tem um preço. Muitas vezes a dor acaba por moldar um vazo novo.
      Um vaso pode ocupar um espaço e ostentar alguma beleza, mas nunca deve se esquecer que é apenas uma criatura e que estará sempre à mercê do humor do seu Criador ou da Natureza.
      Um vaso útil é sempre tomado com maior cuidado e dificilmente será feito em cacos para servir de aterro em nova geografia, à despeito da vida natural que cabe a cada vaso.
      Um excelente 2012 pra você.
      Marcondes.

Deixe uma resposta