Logo-grupo-cimm

Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma…

“Por Lavoisier soubemos que – na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma – para que possa assim cumprir distintos papéis ao longo de cada etapa desta eterna reciclagem física, química e biológica, a que todo o universo se submete.

Fica, no entanto, de tudo o que passa, a lembrança e a saudade, principalmente nas mentes daqueles que tiveram o privilégio de conviver com a beleza de quem cumpriu honrosamente o seu papel fixando assim, na memória de todos que o amaram, o seu inconfundível perfume”

 

Gostou? Então compartilhe

1 comment on “Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma…”

  1. Sandra R V Rodrigues Responder

    Seu inconfundível perfume…
    Sempre que pesco no pantanal,quando volto pelo rio no barco,mais ou menos na hora do por do sol,sinto no ar um perfume maravilhoso.Nunco consegui descobrir de onde vinha.Seria mato?Seria flor?Sempre me vinha
    na idéia ,que ,se pudesse levaria aquele perfume comigo para qundo estisse na cidade, lá longe…
    Dia desse, levei minha mãe,que por problemas de idade e saúde anda muito devagar(EU ANDO SEMPRE CORRENDO) para passar algumas poucas horas , num pequeno rancho na beira da represa.
    Precisei ajudar minha mãe a caminhar até o carro, sempre muito devagar.Ao passar pelo portão, senti o perfume…Sem dúvia era o mesmo do pantanal …Procurei com os olhos , respirei mais forte e me deparei
    com um pequeno arbusto que muitas vezes eu havia podado, sem deixar florir achando que fosse mato qualquer.Ela estava ali, uma pequena flor branca, tão perto de mim, com seu perfume que tanto procurei.
    Precisei ajudar minha mãe, andar devagar para encontrar do meu lado aquilo que julgava tão longe.
    Agora amigo, me pego aqui pensando depois de ler seu texto, quantas coisas que ainda podem estar ao meu
    lado e continuo procurando…
    abraço

Deixe uma resposta